6 livros que todo graduando de Letras deveria ler

Autor(a):

Pode parecer absurdo falar de livros indicados para alunos do Curso de Licenciatura em Letras, já que os adeptos da área costumam devorar livros dos mais variados temas e com grande entusiasmo.

Alguns costumam viajar nas palavras de Shakespeare, Jorge Luis Borges ou José de Alencar, enquanto outros queimam neurônios em semântica, gramática normativa, árvores sintáticas e análise do discurso. Há quem tenha um tempinho para a queridinha LDB 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional).

Para aqueles que já estão na Graduação em Letras ou para quem pretende iniciar sua carreira nessa área, reunimos verdadeiros clássicos dignos de serem lidos, entendidos e debatidos pela Academia. São livros de educação, gramática e literatura indicados por nossos professores graduados, mestres e doutores e que certamente enriquecerão o poder argumentativo do aluno, além de trazer ricas contribuições em trabalhos acadêmicos, TCC’s, dissertações, teses, artigos, ensaios, debates, etc.

 

EDUCAÇÃO

1. A Língua de Eulália: Novela Sociolinguística – Marcos Bagno

Neste livro, Marcos Bagno traz a problemática da “deficiência linguística” e defende a existência de uma pluralidade de normas linguísticas dentro do universo da língua portuguesa. Em uma conversa descontraída com as universitárias Vera, Sílvia e Emília, o autor faz uma verdadeira reciclagem de conhecimentos sobre a norma padrão e variedades não-padrão, tornando importante o estudo da sociolinguística.

2. O Texto na Sala de Aula – João Wanderley Geraldi (org.)

O livro é uma coletânea de doze artigos organizados em quatro tópicos que atendem aos diversos questionamentos sobre a  formação e a prática docente: fundamentos, práticas de sala de aula, leitura e produção textual na escola. Os autores também propõem o debate sobre o ensino de literatura como um pretexto para o ensino de regras gramaticais, o que inviabilizaria o desenvolvimento do prazer da leitura.

 

GRAMÁTICA

3. Moderna Gramática Portuguesa – Evanildo Bechara

Em sua 37° edição contendo acréscimos, exemplos e atualizações em todo o seu conteúdo, este livro retrata a língua atual e suas possibilidades gramaticais em seus mais diversos espaços sociais, em consonância com as regras do Novo Acordo Ortográfico de 2016. Evanildo Bechara é considerado um dos maiores gramáticos brasileiros, sendo membro da Academia Brasileira de Letras e correspondente da Academia das Ciências de Lisboa.

4. Nova Gramática do Português Contemporâneo – Celso Ferreira da Cunha e Luís Filipe Lindley Cintra

Considerada por renomados como uma das mais conceituadas gramáticas da língua portuguesa e a mais adotada em concursos públicos, a obra de Cunha e Cintra propõe uma preocupação de salientar e valorizar os meios expressivos do idioma, tornando-se não apenas um livro de gramática, mas uma introdução à estilística do português contemporâneo.

 

LITERATURA

5. Grande Sertão: Veredas – João Guimarães Rosa

O livro literário chama a atenção não apenas por sua dimensão de quase 700 páginas, mas principalmente pelo estilo de escrita que o autor Guimarães Rosa adotou, revolucionando a literatura brasileira. A história não possui capítulos, mas é capaz de envolver o leitor em complexas reflexões, na qual o personagem principal é o próprio sertão, retratado como um ser vivo que possui voz, profundidade e ênfase aos atos dos demais personagens. O enredo ainda conta com vocabulário simples, linguagem regional e múltiplas facetas da linguística.

6. Dom Casmurro – Machado de Assis

Machado de Assis é um dos mais importantes escritores da literatura brasileira, tendo em “Dom Casmurro” uma de suas obras-primas. O livro apresenta o relato de Bentinho que se crê traído pela mulher, Capitu, e pelo seu melhor amigo; um dos maiores enigmas da literatura brasileira e confirmação do olhar crítico do autor sobre a sociedade. Também são temas polêmicos o ciúme, a inveja, a cobiça e o desejo reprimido.

 

O fascinante do Curso de Letras é que ele une as capacidades comunicativas e as modalidades oral e escrita nas diversas esferas da sociedade, contemplando múltiplas linguagens literárias e não literárias. Logo, seus profissionais são capazes de atuar no processo de ensino-aprendizagem, pesquisa, extensão, docência, tradução, editoração, interpretação, revisão, produção textual, literatura, dentre outras áreas.

Conheça nosso Curso de Letras nas modalidades: presencial, EaD e Segunda Licenciatura e faça parte desse fantástico mundo das Letras!

#insta
#facebook
Uniandrade © 2019