[:pb]Como começou a educação a distância no Brasil?[:]

Autor(a):

[:pb]Nem todos sabem que o aprendizado a distância já acontece há mais de um século, no Brasil. Muito antes da internet estar acessível para a maioria dos brasileiros, os cursos por correspondência já começavam a expandir as possibilidades educativas da população a partir deste método em que o professor e o aluno ficam separados fisicamente. Depois da carta, foi a vez de outros veículos como o rádio e a TV impulsionarem a modalidade até chegarmos na internet e no EAD como o conhecemos hoje.

Primeiros marcos históricos do ensino a distância no Brasil

Os primeiros vestígios do ensino a distância, segundo a ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância), são datados no ano de 1904, quando o Jornal do Brasil ofereceu em seus classificados um curso de datilografia por correspondência.

Após a carta, o segundo passo desta história foi protagonizado pelo principal meio da comunicação da época: o rádio. A partir de 1937, com a criação do Serviço de Radiodifusão Educativa, inúmeros programas educativos a distância foram implantados.

A modalidade a distância ganha força e cursos superiores

Nas décadas de 40 e 50 começaram os cursos mais formais e profissionalizantes nesta modalidade, com destaque para os institutos: Monitor, Universal Brasileiro e Universidade do Ar (patrocinada pelo Senac e Sesc).

Na década de 70, foi a vez da televisão dar mais força para o método, por meio da chamada Teleducação, ou telecurso, composta de aulas via satélite, complementada por alguns materiais impressos. O final da década marca também as primeiras experiências de curso superior na modalidade.

Formalização, lei e expansão nacional do EAD

Fortalecendo o método, houve a inauguração de um Centro Nacional de Educação a Distância, no ano de 1995 e, no ano seguinte, da Secretaria de Educação a Distância (SEED). 1996 também foi o ano em que foi estabelecida a lei que normatiza a educação a distância no Brasil e que até hoje valida diplomas emitidos desta modalidade.

Em 1999 o Ministério da Educação começou o credenciamento de instituições de ensino superior para atuar na Educação a Distância, já utilizando a sigla EAD. Alguns anos depois, em 2005, foi feita uma descrição oficial do EAD por meio do decreto nº 5.622.

Internet e abordagem híbrida: EAD e presencial juntos

Com a melhora da tecnologia, acessibilidade à internet e popularização do conceito, a modalidade se espalhou pelo país. A partir deste momento, começou a se desenhar o EAD que conhecemos hoje, somando milhares de cursos e atendendo milhões de pessoas.

A tendência é que a experiência de aprendizagem seja cada vez mais híbrida, mesclando aulas presenciais e virtuais. Existem, por exemplo, os cursos semipresenciais, que contam com encontros semanais, ou cursos predominantemente a distância, com alguns poucos e obrigatórios encontros presenciais.

E aí, se interessou? Conheça as opções de graduação EAD da Uniandrade![:]

#insta
This error message is only visible to WordPress admins

Error: The account for uniandradeoficial needs to be reconnected.
Due to recent Instagram platform changes this Instagram account needs to be reconnected in order to continue updating. Reconnect on plugin Settings page

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.

#facebook
Uniandrade © 2019