Dia da Poesia: Vamos embora para Pasárgada?
Dia da Poesia: Vamos embora para Pasárgada?
Letras Dia da Poesia: Vamos embora para Pasárgada?

Dia da Poesia: Vamos embora para Pasárgada?

Reza a lenda que a poesia é a língua universal da alma e que a literatura é, sem dúvida, um dos maiores patrimônios intelectuais de uma nação. Neste mês de março, ela ganha prestígio tendo duas datas como aniversário. No Brasil, o Dia Nacional da Poesia é comemorado no dia 14 de março em homenagem ao aniversário do poeta Castro Alves, um dos grandes nomes da literatura nacional. Já por iniciativa da UNESCO, o Dia Internacional da Poesia é celebrado no dia 21 de março.

Mas afinal, o que vem a ser poesia?

A resposta para essa pergunta pode ser muito mais complexa do que se imagina, pois poesia é toda sensação mágica sentida ao perceber a vida com subjetividade. Não apenas passear pelos versos de Manuel Bandeira em Pasárgada ou se deleitar com o gorjear dos sabiás nas palmeiras de Gonçalves Dias, a poesia difere (e muito) do poema em sua concepção.

Enquanto o poema se caracteriza por um gênero textual, ao qual se aprende desde os anos iniciais a contar rimas, versos e estrofes, a poesia engloba temas dos mais distintos e se manifesta por meio das mais inusitadas esferas artísticas: quem nunca se viu em um personagem de um filme, uma peça de teatro, ou aquela música que representa exatamente o estado de espírito atual?

O poema é um objeto único porque proporciona uma técnica específica de cada poeta, ao qual possui sua determinada visão de conceber e enxergar a vida, tanto pela sua época e estilo literário de seu tempo quanto pelas vivências sociais e históricas.

Mas não se engane ao pensar que a poesia é apenas falar de amor. É necessário estar aberto a novas experiências de cunho sensorial e o melhor lugar para que elas se manifestem é por meio dos sentimentos. Desde a história da humanidade, os poetas desenvolvem seus textos poéticos nas mais versas temáticas, abordando histórias de vida, patriotismo, natureza, amores, solidão, alegria, sociedade, desigualdade social, sexualidade, liberdade, dentre muitos outros.

A poesia, junto à literatura, pode ser também considerada como a forma mais completa de fuga da realidade ao adentrar em um mundo subversivo de sensações. Nela, é possível escolher estar triste, feliz, em paz, aturdido ou apaixonado, por exemplo. Logo, a proporção de liberdade conduz à uma vida que poderia ser, que deveria ser e que é, naquele universo poético.

Já visitou sua Pasárgada imaginação hoje? Então busque um livro, assista um bom filme, aprecie boas fotografias e conheça a seleção de peças de teatro da sua cidade. Vista-se de essência, de poesia!

 

compartilhar