Docentes do Mestrado participam de Encontro Internacional de Shakespeare

Autor(a):

Dentre os dias 17 a 20 de abril de 2019, em Washington D.C., Estados Unidos, participaram do 47th Annual Meeting Shakespeare Association of America – SAA (47º Encontro Anual da Associação Americana de Shakespeare – SAA) as docentes Dra. Anna Stegh Camati e Dra. Mail Marques de Azevedo, do Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Teoria Literária da Uniandrade.

Foto: Dra. Anna Camati e Dra. Mail Azevedo ao lado do painel de boas-vindas da Shakespeare American Association (SAA)

O Evento, voltado a membros da SSA e estudiosos da obra de Shakespeare em nível regional, nacional e internacional, contou com palestras, mesas-redondas, painéis e seminários, além de atividades suplementares: oficinas, projeções de filmes, entrevistas e encenações.

A participação principal das professoras da Uniandrade teve lugar no seminário intitulado Shakespeare and Cultural Appropriation (Shakespeare e Apropriação Cultural), realizado no dia 19 de abril de 2019, e centrado no questionamento da ética da apropriação cultural, mediante o estudo de sua estética, objetivos e recepção.

O seminário contou com um grupo formado por 32 estudiosos, sendo estes do Brasil, Espanha, Índia, Inglaterra, Irlanda, Macau, México, Polônia, Tchecoslováquia e Estados Unidos, e desenvolveu dois temas agregadores, a apropriação cultural em teoria e as encenações de Shakespeare.

Foto: Marcia Martins (PUC/Rio), Alexa Joubin (Washington University), Mail Azevedo (Uniandrade), Anna Camati (Uniandrade), Liana Leão (UFPR) e Cristiane Smith (Arizona State University)

O trabalho da professora Dra. Anna Stegh Camati, intitulado Nós do Morro appropriates Shakespeare’s Dream from an Intercultural Perspective (Nós do Morro apropria o Sonho de Shakespeare de uma perspectiva intercultural) aborda a encenação da peça Sonho de uma noite de verão pelo grupo teatral Nós do Morro. O trabalho discute como a encenação pelo grupo brasileiro “subordina o universo shakespeariano a questões e valores locais, gerando potencial expressivo não convencional e novas energias comunicativas, fundindo o local e o global.”

Também dentro da temática da encenação, o trabalho da professora Dra. Mail Marques de Azevedo, intitulado Emilia: a XXist century Globe production featuring Shakespeare´s Dark Lady (Emilia, uma produção do Globo do século XXI, apresentando a Dark Lady de Shakespeare) discute a apropriação da figura histórica de Shakespeare como personagem da peça Emilia, da dramaturga Morgan Lloyd Malcolm e escrita e encenada sob o aval da Diretoria Artística do Teatro Globe. O estudo põe em destaque o sucesso da concepção e execução da peça como libelo contra a discriminação do “outro” – a mulher e o estrangeiro – e o eco desses preconceitos em obras literárias posteriores.

Fotos: Dr. Michael Dobson, Diretor do Shakespeare Institute, Stratford-upon-Avon (UK) e Dra. Ayanna Thompson, Presidente da Shakespeare American Association (SAA) 2018-2019

#insta
#facebook
Uniandrade © 2019