Técnicas para melhorar a concentração em sala de aula

Autor

Com a agitação do dia a dia, a rotina árdua de trabalho e diversos compromissos ocupando a nossa mente, é muito difícil manter a concentração em sala de aula. Existem fatores determinantes que podem ajudar ou comprometer o foco, tais como o conteúdo que está sendo veiculado, a dinâmica do professor ou a infraestrutura do ambiente acadêmico. Ainda, os estímulos externos tão atrativos da tecnologia podem colaborar na desmotivação, caso a rede social seja mais interessante do que a fala do professor.

Pensando nesse desafio de prender a atenção nos estudos, preparamos algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a concentração em sala de aula, além de dar aquela ajuda na hora de absorver o conteúdo de estudo para as provas.

Evite distrações desnecessárias

Tente sentar-se em locais que favoreçam sua concentração, ou seja, livre de ruídos ou companhias que possam tirar a sua atenção. Outro vilão da concentração é o celular; procure deixá-lo no modo silencioso ou checar as notificações no horário do intervalo para não perder o ritmo do conteúdo.

Reveja os conteúdos aprendidos

Pode parecer chato, mas anotar os conteúdos aprendidos é uma ótima forma de estimular sua memória visual e ainda contribuir para relembrar o que aprendeu a qualquer hora. Mantenha o foco em palavras-chave e expressões que façam remeter a situações que te favoreçam na hora de estudar. Notas autoadesivas e marcadores coloridos também são super válidos.

Pratique atividades prazerosas

Proporcionar momentos de lazer também podem estimular a criatividade, pois hábitos prazerosos contribuem na qualidade de vida e saúde. Invista na prática de esportes ou exercícios físicos, tais como caminhada, alongamento ou meditação. Pratique a ginástica cerebral jogando xadrez, palavras-cruzadas, crucigramas ou caça-palavras, leia um livro ou escute música, etc.

Procure descansar diariamente

Uma boa rotina de descanso ajuda a consolidar os conteúdos aprendidos na sala de aula. Por isso, tenha o hábito de dormir, pelo menos, 8 horas diárias para repor suas energias e evitar um ciclo desgastante. Estudos comprovam que hormônios liberados durante o sono favorecem a capacidade cognitiva de aprendizado, concentração e memorização. Portanto, nada de passar a noite em claro estudando!

As técnicas citadas acima podem ser grandes aliadas na sua concentração e vontade de manter o foco nos estudos, mas se caso sinta que nenhuma delas surtiu efeito, sugerimos que você procure atendimento especializado, podendo ser um caso de déficit de atenção ou hiperatividade.

Mas calma! A ansiedade também é um dos fatores que pode roubar a sua atenção e pode gerar a desmotivação. Por isso, procure um ambiente tranquilo para estudar e pense nos bons motivos e recompensas que o estudo possa proporcionar na sua vida!

#insta
#facebook
Uniandrade © 2019