CORONAVÍRUS: Entenda tudo sobre a doença

Autor(a):

Foi inevitável. Nesta semana o Novo Coronavírus foi declarado pela Organização Mundial de Saúde como pandemia. Segundo dados do Ministério da Saúde, já passam de 100 o número de casos confirmados no Brasil. Diante do novo vírus, nós separamos algumas medidas recomendadas pelas autoridades de saúde do Brasil e do mundo para a prevenção do COVID-19.

O que é o novo Coronavírus?

Segundo o Ministério da Saúde, o Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto recentemente, no final de 2019, após casos registrados na China. O vírus é zoonódico, ou seja, transmitido de outros animais para o ser humano. Já o novo vírus (COVID-19) provoca a doença chamada  Coronavírus.

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas à infecção com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43 HKU1.

Como o vírus é transmitido?

As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato direto, está ocorrendo.

Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1 metro de distância) de alguém com sintomas respiratórios está em risco de exposição à infecção. É importante observar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos contagiosos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa.

Apesar disso, a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

  • gotículas de saliva;
  • espirro;
  • tosse;
  • catarro;
  • contato pessoal próximo, como toque, beijo ou aperto de mão;
  • contato com objetos ou superfícies contaminadas, além da boca, nariz ou olhos.

Os coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe. O período médio de incubação por coronavírus é de 5 dias, com intervalos que chegam a 12 dias, período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.

A transmissibilidade dos pacientes infectados por SARSCoV é em média de 7 dias após o início dos sintomas. No entanto, dados preliminares do coronavírus (SARS-CoV-2) sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

Quais são os sintomas?

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado, mas ainda podem haver casos assintomáticos. Os sintomas podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o Ministério da Saúde aponta que o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença.

Os principais sintomas conhecidos até o momento são:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Dificuldade para respirar.
Como posso me prevenir?

O Ministério da Saúde preparou uma cartilha detalhada sobre o assunto que você pode consultar aqui. Por isso, conheça quais são os principais cuidados na prevenção contra o vírus:

  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão ou use álcool gel 70%;
  • Evite contato com pessoas que estiveram visivelmente doentes ou que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • Higienize com frequência objetos tocados frequentemente;
  • Evite multidões e mantenha distância de 1 metro de pessoas espirrando ou tossindo.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra a boca com lenço/papel descartável ou antebraço;
  • Evite sair de casa ou viajar caso apresente os sintomas da gripe;
  • Evite tocar os olhos, nariz e boca ou contato como beijo, aperto de mão ou abraço;
  • Não compartilhe pertences pessoais;
  • Quanto aos bebedouros, faça o uso de recipiente de uso individual.
Fake News

Recentemente, em diversas redes sociais surgiram algumas Fake News sugerindo que apenas o uso de vinagre para higienização das mãos. No entanto, o  Ministério da Saúde reitera que o uso do álcool e de sabão é essencial, suficiente e eficaz na prevenção da doença.

#insta
This error message is only visible to WordPress admins

Error: The account for uniandradeoficial needs to be reconnected.
Due to recent Instagram platform changes this Instagram account needs to be reconnected in order to continue updating. Reconnect on plugin Settings page

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.

#facebook
Uniandrade © 2019