Pós-graduação X melhores salários

Autor(a):

Quem não deseja um salário mais alto? Geralmente, quem investe na profissão tem. O ditado que diz que um bom profissional nunca deve parar de aprender é o que melhor define a recompensa pelo esforço. Nesse sentido, as pesquisas garantem: uma pós-graduação aumenta o salário em até 53%, dependendo da função.

Quando a graduação era o suficiente

Houve um tempo em que ter um curso superior bastava para ter destaque no mercado de trabalho, mas isso mudou. Hoje, as exigências aumentaram muito. Por isso é tão importante (para não dizer essencial) investir nas especializações, MBAs, mestrados e doutorados.
Mas, se formos começar pelo início, quanto uma pós-graduação aumenta o salário de um profissional?

Pesquisas dizem que a diferença…

… chega a 53,7% para profissionais com cargos de coordenação, segundo dados da 54ª edição da Pesquisa Salarial feita pelo Catho.
O levantamento foi feito com mais de 2 milhões de profissionais, de mais de 25 mil empresas em 4.603 cidades do país.

Similarmente, nos cargos de diretoria a diferença salarial entre executivos pós-graduados ou com MBA em comparação com os que possuíam apenas a graduação, é de 47,2%. Já no nível operacional ou de assistente, se compararmos um colaborador com curso superior com um que não tem, a pesquisa diz que o primeiro deles ganha até 25% a mais.Agora, com um mestrado ou doutorado, o salário pode aumentar em 118%.

A pós-graduação traz foco

Além de mostrar proatividade, ter uma pós-graduação aumenta o salário por que o profissional possui conhecimentos específicos. As especializações são focadas em determinadas assuntos ou áreas.

Principalmente em profissões com amplas atuações a pós é a chave para deixar de ser bom em tudo e ser ótimo em um algo específico.

Cuidado com a falta de foco

Ter uma habilidade específica é um diferencial, no entanto, tome cuidado para não atirar para todos os lados. Entenda que ao escolher uma especialização ela precisa complementar sua formação, não pode ser em outra área distinta e que tenha pouca relação de atuação.

A supervisora de RH, Mayse Delgado, alerta que essa “indecisão” pode prejudicar o candidato durante uma seleção. “Quando vemos que ele buscou cursos totalmente diversos isso gera dúvidas sobre sua capacidade de decisão. Será que ele sabe o que quer ou está atirando para todos os lados? Isso não é positivo. É claro que todos podem mudar de área em algum momento da vida, mas não oscilar o tempo todo”, aconselhou.

A educação continuada é o segredo então?

Certamente é o melhor indicativo de que o profissional não se acomodou e está sempre buscando melhorar. Inegavelmente, esse é o perfil que o mercado procura e valoriza, portanto, quanto mais investir na sua formação melhor será a remuneração. E não apenas uma pós-graduação aumenta o salário, mas também a participação em palestras, workshops, enfim, tudo o que traga atualização.

Já percebeu que o aprendizado é contínuo, não é?

As empresas valorizam e recompensam quem não parou no tempo. Então, analise seus objetivos profissionais, a atuação da sua área e especialize-se!

Conheça os cursos de pós-graduação presenciais e EaD da Uniandrade!!

#insta
#facebook
Uniandrade © 2019